segunda-feira, 6 de junho de 2011

Ìyàmi esta sempre encolerizada



Ogbè Ògúndá ou Ogbè Yónú

I I
I I
I I
II I

Ìyàmi esta sempre encolerizada


O que a mim fizeres, fareis a ti. A árvore dos campos leva uma coroa na cabeça. O algodão não é um fardo pesado (mas ele não é compacto). Ifá é consultado para as pessoas que vieram à terra. Ifá é consultado para as Eleye que vieram à terra. Quando as eleye chegaram à terra, eles dizem, que elas não lutarão com eles. Elas dizem, se eles não lutarem com vós. Elas dizem, vós não deveis colher os quiabos de Ejio, elas dizem, vós não deveis arrancar a folha òsùn de Aloran, elas dizem, vós não deveis contorcer o corpo no pátio dos fundos da casa de Mosionto. Elas dizem que se eles colhessem os quiabos de Ejio, elas lutariam, com eles. O que são os quiabos de Ejio? Os filhos dos homens não conhecem os quiabos de Ejio. Quando os filhos dos homens partirem, se partirem, poderão chegar, caminhando, a um lugar onbde colherão um folha comum. Poderão ir a um lugar onde não colherão folhas, onde ficarão sem fazer nada. As eleye dizem ah! eles colheram os quiabos de Ejio. Os de Ejio que dissemos que não era colher, eles colheram. Ah! os filhos dos homens suplicam. Se elas disserem a alguém que não se devem colher os quiabos de Ejio, se ele não fizer numerosas oferendas, se ele não fizer numerosos sacríficios, se ele não tiver muitas coisas com as quais dirigir-lhes súplicas, assim como Òrúnmìlà fez, elas dizem que não perdoarão, se alguém não tiver coisas com as quais suplicar, elas o matarão. Mal ele põe a mão em alguma coisa já elas estão dizendo que são os quiabos de Ejio. Elas vão dizer, ele colheu os quiabos de Ejio. Porque, colher os quiabos de Ejio, arrancar a folha òsùn de aloran, contorcer o corpo no pátio dos fundos da casa de Mosionto, as Eleye, para atormentar os filhos dos homens, são capazes de achar o caminho para lutar com eles, apresentando-lhes todo tipo de enigmas. Elas sabem que os filhos dos homens não têm o conhecimento, que eles não sabem que aspecto têm os quiabos de Ejio.
Se eles não tiverem dinheiro na mão, se não estiverem bem preparados, elas os matarão. Quando volta a chegar o tempo, quando os filhos dos homens devem levantar-se de novo, quando eles voltam a acordar de manhã, quando dizem que vão ao campo, aqueles cuja chácara é boa, que transportam inhame, que transportam milho. Então, se as Eleye virem que eles não lhes dào uma parte, elas dizem, a folha òsùn de Aloran é aquela que eles arrancaram. Elas dizem, òsùn de aloran é a que vocês arrancaram. Àquele que, dessa forma, transportar os inhames e o milho, elas dizem que ele arrancou a folha òsùn de Aloran. Se eles não a oferecerem para que elas a comam, se eles não voltarem a fazer-lhes oferendas, sacrifícios, se eles não lhes dirigem síplicas, dando-lhes coisas boas, elas os matarão. Se, mais uma vez eles vão para fora, se as pessoas vão para fora, se as pessoas vão comprar algo, se comprarem um rato, se comprarem um peixe, se comprarem um animal, se comprarem qualquer coisa, se derem uma parte para as Eleye comerem, as Eleye dizem, basta. Alguém que vai comprar alguma coisa, que não lhe dá para comer, elas dizem que ele contorceu o corpo no pátio dos fundos da casa de Moisonto. Porque ele comprou algo e não lhes deu de comer, se ele não lhes fizer oferendas, se ele não lhes fizer sacrifícios, elas o matarão. A razão para matar toda essa gente, é o enigma, os três enigmas que elas lhes apresentam. Elas os atormentam com os enigmas. Então elas sabem, dizem que os filhos dos homens não sabem que esta lei existe não são capazes de respeitá-la porque não sabem que os filhos dos homens não sabem o que é o quiabo de Ejio, a coisa, que elas dizem ser o quiabo de Ejio, é o quiabo de Ejio, elas sabem, dizem que o filho dos homens não sabe o que é a folha òsùn de Aloran, a coisa, que elas dizem ser a folha òsùn de aloran, é a folha òsùn de Aloran.
Elas sabem que o filho dos homens não sabe o que é contorcer o corpo no pátio dos (fundos da casa de Mosionto. A ação, que elas dizem ser que é contorcer o corpo no pátio dos fundos da casa de Mosionto, é contorcer o corpo no pátio dos fundos da casa de Mosionto. As eleye atormentam as pessoas. Mas Òrúnmìlà vem suplicar por elas. Ele vem novamente suplicar por seu filhos, suplica novamente por toda a sua gente, ele diz que sua casa, seu campo, seu caminho, e todas as coisas que ele possui, que elas as poupem, que elas não lutem com eles, que elas permitam que tudo aquilo que ele quiser fazer seja bom. Òrúnmìlà vem fazer seu sacrifício. Ele vem para libertae os filhos dos homens das mãos delas então elas vêm dizer, todas as pessoas pelas quais Òrúnmìlà fez este sacrifício, pelas quais ele suplicou, elas lho entregarão. Mas elas não querem que Òrúnmìlà faça isto par todo mundo. Mas todas a pessoas para as quais Òrúnmìlà fará este sacrifício, serão por elas poupadas, elas não as matarão, em se tratando, levarão em conta a Òrúnmìlà. Aquele a quem Òrúnmìlà diz para poupar, elas o pouparão. A pessoa que elas teriam apanhado. Se Òrúnmìlà solicitasse poupá-la elas a poupariam. Todos aqueles, de quem as Eleye disseram que colheram os quiabos de Ejio, que compareçam perante Òrúnmìlà. Òrúmìlà implorará por eles, Òrúnmìlà suplicará por eles, Òrúnmìlà suplicará novamente por eles, as Eleye perdoarão. Aqueles de quem elas disseram, eles arrancaram a folha òsùn de Aloran, que eles fujam para junto de Òrúnmìlà. Òrúnmìlà fará com que todos sejam perdoados. Aqueles de quem elas disseram, eles contorceram o corpo no pátio dos fundo da casa de Mosionto. Somente Òrúnmìlà assim os fez perdoar, as filhas de Eleye dizem, basta. Elas dizem, se antes estavam iradas, não estão mais iradas. No dia em que elas dizem, não estão mais zangadas com Òrúnmìlà, elas deram permissão a Òrúnmìlà, para que libertam de suas mão todos os filhos dos homens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário